Relações Humanas

A Regra Áurea

A Regra Áurea

Assim, em tudo, façam aos outros o que vocês querem que eles façam a vocês; pois esta é a Lei e os Profetas (Mt 7.12). Sei o quanto é custoso e difícil enxergar nossas próprias ações, pois temos um grande empecilho: a parcialidade. Somos parciais principalmente conosco mesmos. E não somente conosco, mas também com quem nos interessa, faz parte de nosso convívio ou por quem nutrimos afeto. Temos o costume de reclamar do tratamento que recebemos dos outros e nos esquecemos de como os Continue lendo

Para que serve uma relação?

Para que serve uma relação?

Definição mais simples e exata sobre o sentido de mantermos uma relação? “Uma relação tem que servir para tornar a vida dos dois mais fácil”. Vou dar continuidade a esta afirmação porque o assunto é bom, e merece ser desenvolvido. Algumas pessoas mantém relações para se sentirem integradas na sociedade, para provarem a si mesmas que são capazes de ser amadas, para evitar a solidão, por dinheiro ou por preguiça. Todos fadados à frustração.Uma armadilha. Uma relação tem que servir para você se sentir 100% Continue lendo

Carta para o seu primeiro dia de aula

Carta para o seu primeiro dia de aula

  Yasmin querida, O mundo está mudando rápido. Bem mais rápido que as nossas escolas. Há tantas delas que ainda não perceberam que este mundo internético em que hoje vivemos é radicalmente diferente do mundo desconectado de algumas poucas décadas atrás e que nossa Educação agora pode e precisa ser muito melhor. Grandes ideias não faltam: escolas na nuvem na Índia, aulas sem turmas nem professores em Portugal, salas-de-aula invertidas nos Estados Unidos, brinquedos que ensinam crianças a programar computadores na Inglaterra, milhares de pessoas Continue lendo

O poder do elogio e positividade

O poder do elogio e positividade

  Validação – O poder do elogio e positividade Como maçãs de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo. (Prov. 25.11.)   Palavras positivas produzem ações positivas. Palavras negativas produzem ações negativas. A afirmação põe para fora o que há de melhor em nós, enquanto a crítica põe o que há de pior para fora. O sábio disse: “A ansiedade no coração do homem o abate, mas a boa palavra o alegra.” (Prov. 12:25) “A palavra, a seu tempo, Continue lendo

Como vai?

Como vai?

Como vai? Sócrates: “Não sei.” Platão: “Da maneira Ideal.” Epicuro: “De través.” Jó: “Não me lamento.” Descartes: “Bem, penso eu.” Berkeley: “Parece-me que bem.” Shakeaspeare: “Como quiserem.” Garibaldi: “Tenho mil razões para estar contente.” Darwin: “A gente sempre se adapta.” Pirandello: “De acordo com quem?” Freud: “Diga você.” Dickens: “Tempos duros, mas tenho grandes esperanças.” Einstein: “Com relação a quem?. ” McLuhan: “Meui a meio.” Austin: “Bem, eu juro.” Barnard: “Basta ter coração.” Umberto Eco

O mundo como 100 pessoas

O mundo como 100 pessoas

  E se pudéssemos criar uma divisão do mundo usando apenas 100 pessoas? Olha só que interessante:  Do total de 100 pessoas, 60 seriam asiáticas, 15 africanas, 14 das Américas — sendo 9 da América Latina e Caribe, e 5 da América do Norte — e 11 seriam europeias;  Com relação à religião, 33 seriam cristãs, 22 muçulmanas, 14 hindus e 7 budistas; 12 pessoas praticariam outras religiões, e as 12 restantes não seguiriam nenhuma religião;  Das 100 pessoas, 83 seriam capazes de ler e Continue lendo

UBUNTU: UMA LIÇÃO DE VIDA

UBUNTU: UMA LIÇÃO DE VIDA

  UBUNTU .  . . Um antropólogo propôs uma brincadeira para algumas crianças de uma tribo africana. Colocou um cesto de frutas perto de uma árvore e falou que quem chegasse primeiro ficaria com elas. . Quando ele deu o sinal todas as crianças deram as mãos e correram juntas, chegando ao local elas sentaram e compartilharam as frutas entre si!!! Quando perguntaram às crianças porque quiseram correr todas juntas quando apenas um poderia chegar e ganhar o prêmio, elas responderam: UBUNTU: como pode um Continue lendo

Livre-se da Culpa!

Livre-se da Culpa!

Livre-se da Culpa!  .    . A culpa é uma emoção tão dolorosa que poucas emoções humanas podem ser equiparadas a ela. No auge de sua intensidade, a auto-condenação tortura a mente consciente durante o dia e perturba os sonhos à noite. Como a voz da consciência fala do interior da mente humana, não podemos escapar do seu martírio incessante por causa dos nossos erros, falhas e pecados.  . A culpa é algo tão devastador, que as clínicas e hospitais destinados a tratamentos de distúrbios Continue lendo